Conecte-se conosco

Séries

Não, a série Fariña não é sobre panificação

Produção reconstitui em 10 episódios o início do tráfico de cocaína na costa da Espanha nos anos 1980

Planeta Flix

Publicado

em

Foto: Antena 3/Divulgação

Teresa Mello
Colaboradora do Planeta Flix

Quando você termina de assistir à série espanhola Fariña, que estreou em 3 de agosto na Netflix, dá vontade de ver  tudo de novo. Fica com saudade dos personagens, interpretados por elenco (quase) desconhecido no Brasil. Com direção de Carlos Sedes, Fariña é composta de 10 capítulos, cada um referindo-se a um ano da década de 1980 na região costeira da Galícia, Espanha.

Pescadores e donos de pequenos negócios, como fábrica de sardinha, ensaiam os primeiros passos no crime por meio do contrabando de tabaco: o cigarro norte-americano Winston. Logo, são apresentados a uma atividade muito mais rentável. Engatam parceria com traficantes profissionais, sejam marroquinos, sejam colombianos. A propósito, farinha é gíria para designar cocaína.

Aramis

O protagonista, Sito Miñanco (Javier Rey), que se orgulha de nunca ter matado alguém, a certa altura diz: “Quero respeito, não o medo”. É curioso observar as mudanças físicas pelas quais passa o ator Javier Rey: de frondosas costeletas a gel na cabeleira já na virada dos anos 1990.

A maioria do elenco exibe fartos bigodes, a começar pelo policial com problemas pulmonares Darío Castro (Tristán Ulloa) e cujo texto esbarra, às vezes, no clichê do agente da lei insone.

Com assinatura da Bambu Produções e locações na Galícia, em Madri e em Segóvia, as perseguições da polícia aos criminosos ocorrem à noite pelas rías (enseadas), a bordo de lanchas de guarda costeira. Pena que os tradutores não se deram ao trabalho de encontrar o significado da palavra ría em português. Não compromete.

O elenco desfila interpretações com maestria ao longo da série, como Manuel Lourenzo (Terito), Antonio Durán Morris (Charlín), Carlos Blanco (Oubiña), Monti Castiñeras (Colombo). O melhor de tudo: nos créditos finais, é possível ver como a caracterização física é perfeita e comparar os atores às pessoas reais envolvidas na Operação Nécora.

Outra curiosidade é acompanhar a batalha editorial do jornalista espanhol Nacho Carretero, autor do livro Fariña: Histórias e Indiscrições do Narcotráfico na Galícia, que deu origem à série. Lançada em 2015, a obra foi retirada das livrarias no início de 2018 por ordem da juíza Alejandra Fontana, a pedido de José Alfredo Bea Gondar.

Citado no livro pelo envolvimento em operação de tráfico, ele processou o escritor e a editora Livros del KO por violação do direito à honra, em janeiro de 2016.

Considerado o Pablo Escobar espanhol, José Ramón Prado Burgullo (mais conhecido como Sito Minãnco) foi condenado, em 1994, a 20 anos de prisão pelo tráfico de 2,4 toneladas de cocaína e evasão de impostos. Sete anos depois, em liberdade condicional, acabou detido em negócio que envolvia 5 toneladas de haxixe em Madri.

Em liberdade há três anos, trabalhava como segurança de estacionamento até ser preso novamente em fevereiro de 2018, aos 62 anos.

Divvino

Séries

Upload suaviza a ideia de horror futurista

Série da Amazon combina humor, romance e aventura em história sobre paraíso artificial onde mortos sobrevivem

Planeta Flix

Publicado

em

Foto: Amazon Prime Vídeo/Divulgação

Upload, série que estreou este mês na Amazon Prime Vídeo, tem parentesco com Black Mirror. É ambientada no futuro não muito distante e parte de uma situação em que a tecnologia interfere na vida das pessoas de forma assustadora. Mas o clima de horror futurista que guia a série britânica de ficção científica criada por Charlie Brooker aqui se dissolve numa mistura de comédia, romance e aventura.

Criada por Gred Daniels (que tem no currículo roteiros para Simpsons, The Office e a criação de Parks and Recreations, também disponível na Amazon Prime Vídeo), Upload mostra um mundo em que qualquer pessoa, depois de morta, pode continuar vivendo num paraíso virtual. Para isso, basta fazer o upload de sua consciência pouco antes de morrer.

Só que, neste mundo pós-morte, o capitalismo também dá as cartas. Existem paraísos de várias categorias, dos mais simples até os mais luxuosos, como o Lakeview, para onde vai Nathan (Robbie Amell), o protagonista de Upload.  Ainda jovem, ele morre num inexplicável acidente de carro autônomo (carros que se movem sem motorista) e vai para o paraíso luxuoso bancado pela namorada esnobe, Ingrid (Allegra Edwards), que assim passa a ser dona do destino do rapaz.

Só que, ao mesmo em que descobre que o mundo pós-morte virtual não é esse paraíso todo, Nathan se envolve com sua anjo, Nora (Andy Allo). Anjo é como chamam a profissional da companhia de tecnologia responsável pelo Lakeview encarregada de assistir pessoalmente cada cliente. Para ficar junto, porém, Nathan e Nora terão que vencer mais que a distância entre mundo real e artificial e o cerco de Ingrid.

A trama pode até se tornar meio confusa no vai e vem entre uma realidade e outra, mas é simples e um tanto previsível, seja em relação ao romance do casal de protagonistas, seja quanto à trama que envolve o aparente assassinado de Nathan. Dessa forma, Upload dissolve a premissa à Black Mirror, tornando-se entretenimento leve, ou o tanto quanto é possível ao tratar de um tema sempre difícil como o da morte.

Uma segunda temporada de Upload já está confirmada.

Continue lendo

Séries

Bissexualidade é tema de Meus 2 Amores, no Looke

Na minissérie francesa de três capítulos homem fica dividido entre o namorado e uma paixão de infância

Planeta Flix

Publicado

em

Foto: Divulgação

Acaba de entrar no catálogo do Looke a minissérie Meus 2 Amores, produção para a TV francesa, exibida originalmente pelo canal ARTE, em três capítulos. Um drama leve que trata das fluidez das relações sexuais e amorosas nos tempos atuais, a partir da história de Hector, um homem divididio entre os dois amores do título.

Aos 35 anos, Hector (François Vincentelli) reencontra sua paixão de infância, Louise (Julia Faure). O encontro faz com que seus sentimentos por ela voltem à tona instantaneamente. Mas tem um problema: ele é gay e tem se relacionado com Jérémie (Olivier Barthélémy) já faz alguns anos.

Hector passa então a levar uma vida dupla, sem saber até quando pode continuar sem tomar uma decisão entre o o namorado e o antigo amor que reaparece. Uma curiosidade é a participação, como atriz, da cantora Yelle (conhecida pela canção A Cause des Garçons), no papel de Marie.

Continue lendo

Séries

Under the Dome, baseada em Stephen King, entra na Globoplay

Série combina fantasia, ficção científica e mistérios em três temporadas, já exibidas pelo TNT

Planeta Flix

Publicado

em

Foto: Divulgação

A imaginação de Stephen King serve de base para a série Under the Dome, série produzida entre 2013 e 2014 e exibida aqui pelo canal TNT, mas que agora entra no catálogo da Globoplay. A trama é sobre uma pequena cidade americana que, repentinamente, fica isolada do resto do mundo por uma enorme e misteriosa e indestrutível cúpula transparente.

Mistura de drama, fantasia, ficção científica e mistério, bem ao gosto do escritor, Under the Dome tem nos créditos, além de King, dois nomes de peso: o criador Brian K. Vaughan (roteirista de Lost, que é também quadrinista) e, na produção executiva, Steven Spielberg. Brian deixou a produção “amigavelmente” no início da segunda temporada – foram realizadas três no total.

7 filmes sobre a vida em tempos de smartphone

A estreia de Under the Dome na Globoplay é oportuna porque, de certa forma, a história traz referências à reclusão a que estamos submetidos atualmente. Isoladas, as pessoas presas dentro da cúpula precisam encontrar maneiras próprias de sobreviver com a diminuição dos recursos e as crescentes tensões, enquanto forças militares, governo e meios de comunicação, fora da barreira, tentam derrubá-la.

O elenco, liderado por Mike Vogel (Quatro Amigas e um Jeans Viajante) e Rachelle Lefèvre (Charmed), conta ainda com uma participação do próprio Stephen King no primeiro episódio da segunda temporada.

Continue lendo

Mais lidas

Copyright © 2018 PlanetaFlix - Um mundo inteiro para você curtir a partir do seu sofá. contato@planetaflix.com.br

error: Conteúdo protegido!