Conecte-se conosco

Perfis

Rachel Brosnahan: a mesma determinação da Sra. Maisel

Duas vezes vencedora do Globo de Ouro como atriz de comédia, ela já perdeu trabalhos por não ser considerada engraçada

Planeta Flix

Publicado

em

Foto: Glamour/Reprodução

Rachel Brosnahan, 27 anos, levou pela segunda vez o Globo de Ouro de melhor atriz em série de comédia por Maravilhosa Sra. Maisel (disponível no Prime Vídeo). Justíssimo. A produção do Amazon Studio é cheia de qualidades — dos diálogos ágeis à charmosa reprodução da Nova York dos anos 1950 -, mas a presença de Rachel é imprescindível.

A atuação de Rachel Brosnahan na série é tão visceral que é quase impossível não se apaixonar pela personagem e, por consequência, pela atriz que a interpreta. Não tem quem nos convença de que, com aquela vivacidade, aquele carisma e toda aquela graça, Rachel não seja tão maravilhosa quanto a Sra. Maisel.

PrivaliaAí você se pergunta “gente, mas de onde saiu atriz tão fantástica?!”sem se dar conta que provavelmente já a viu antes. Em House of Cards, por exemplo. Ela apareceu em cinco episódios da terceira temporada no papel da call girl Rachel Posner. O bastante para receber uma indicação ao Emmy na categoria atriz convidada em série de drama.

Ainda no terreno das séries, Rachel Brosnahan fez passagens rápidas por The Good Wife, CSI: Miami, Gossip Girl, Grey’s Anatomy, Orange is the New Black… Bem ao modo de sua personagem Sra. Maisel, que vai aos poucos ascendendo dentro da carreira de comediante.

Minisséries brasileiras viram filmes na Globoplay
Globo de Ouro: onde assistir às séries indicadas

A atriz nasceu em Milwaukee, Wisconsin, e logo se mudou para Highland Park, Illinois. Nessa época já corria atrás de papéis na tevê e no cinema. Conseguiu a primeira chance num filme de terror, Almas Perdidas (2009), e logo em seguida rolou esse tanto de participações na tevê.

Quando terminou a high school, Rachel foi para Nova York e se matriculou na New York University Tisch School of the Arts. Aí veio a convocação para House of Cards, seguida de papéis no cinema — entre outros, Mais Forte que Bombas (2015), O Dia do Atentado (2016), e Fique com o Troco (2018), o primeiro papel de protagonista no cinema.

Rachel Brosnahan em House of Cards: cinco episódios e uma indicação ao Emmy (Foto: Divulgação)

Com tanto drama no currículo, é curioso que Rachel Brosnahan consiga agora tanta repercussão e reconhecimento com uma personagem de comédia. E olha que, segundo contou à revista Glamour, ela já deixou de fazer muitos trabalhos porque não a considerava engraçada.

“Parece absurdo que agora eu seja uma ganhadora de prêmios na categoria de comédia. Passei boa parte de minha vida ouvindo que eu não era engraçada (..) Penso que talvez eu devesse ouvir isso. Agora eu percebo que continuamos a aprender coisas, mesmo quando temos um sólido senso de nós mesmos”.

Rachel Brosnahan não gosta de falar da vida pessoal, mas sabe-se que, fora de cena, uma de suas paixões de Rachel é a culinária. É louca pelo aroma dos condimentos. Mas usa a comida também como forma de militância. Já participou duas vezes do desafio Live Below the Line — em que, por cinco dias, os participantes devem se alimentar com a mesma quantidade de comida consumida por uma pessoa na extrema pobreza.

Perfis

John Krasinski é tão ousado quanto Jack Ryan

Depois de oito anos em The Office, ator mostra seu potencial em série e anuncia sequência de Um Lugar Silencioso

Planeta Flix

Publicado

em

Foto: Divulgação

John Krasinski está em alta, não há como negar. A série Jack Ryan de Tom Clancy vem bombando no Prime Vídeo e Um Lugar Silencioso, que ele dirigiu e estrelou ao lado da mulher, Emily Blunt, foi lançado em abril deste ano e já tem perspectiva de uma sequência.

São frutos mais substanciosos de uma carreira que vem sendo construída pouco ao pouco, desde que Krasinski estreou na comédia Deu a Louca nos Astros, de David Mamet, fazendo um papelzinho de nada, que nem nome tinha.

Malwee MalhasEle tinha acabado de se mudar para Nova York com intenção de atuar, depois de desistir de seguir a carreira de professor de inglês em Newton, Massachussets, onde nasceu. Enquanto corria atrás de oportunidades na tevê e no cinema, trabalhava como garçom.

Foram mais outros tantos anos fazendo participações em séries de tevê e em filmes de pouca relevância. Você não vai lembrar, mas ele mostrou a cara eventualmente em Ed, Law & order, CSI, Without a Trace… Isso tudo ao mesmo tempo em que figurava no elenco de The Office. 

Essa sim, seu grande trampolim para o reconhecimento. A partir do papel de Jim Halpert, que interpretou entre 2005 e 2013, John Krasinski gradualmente foi chamando a atenção do público e da indústria cinematográfica. Aí então que vieram filmes como Dreamgirls (2006), Detroit e 13 Horas (ambos de 2017).

John Krasinsk estreou no cinema com um personagem sem nome em Deu a Louca nos Astros

Mas um detalhe curioso em seu currículo é o grande número de trabalhos como dublador. Krasinski emprestou sua voz a personagens de American Dad, Monsters vc Aliens, Universidade dos Monstros, Vidas ao Vento…

AramisEstourando com um papel cômico em The Office, o desafio era mostrar sua capacidade para personagens dramáticos. Coisa do que, parece, ninguém tem mais dúvidas. É só assistir John Krasinski como Jack Ryan ou como o Lee Abbott do suspense Um Lugar Silencioso.

Mostrando que não está em Hollywood para brincadeira, Krasinski coescreveu, dirigiu e protagonizou o longa (o segundo que dirige — o primeiro, The Hollars, de 2016, é uma produção pequena, que nem chegou por aqui). E o sucesso garantiu uma sequência.

Em recente entrevista ao Entertainment Tonight, o ator-diretor anunciou que está escrevendo Um Lugar Silencioso 2, que já tem até data de estreia prevista — 20 de maio de 2020. Mais uma vez atua ao lado de Emily Blunt, sua esposa na vida real. E, claro, ele deve voltar em 2019 ao Prime Vídeo em mais uma aventura do intrépido Jack Ryan.

Continue lendo

Perfis

Amybeth McNulty cativa audiência no papel de Anne

Atriz irlandesa-canadense de 17 anos é tão sorridente e falante quanto a personagem de Anne With an E

Planeta Flix

Publicado

em

Foto: Reprodução Pinterest

É difícil imaginar a Anne Shirley, da série Anne With an E. (na Netflix), sem o rosto sardento e o sorriso aberto de Amybeth McNulty. A atriz irlandesa-canadense de 16 anos — faz 17 em 7 de novembro — caiu tão bem na personagem, que a gente nem acredita que a produção tinha outras 1.800 alternativas.

Sim, Amybeth teve que vencer outras 1.800 pretendentes ao papel, numa disputa “intensa”, segundo ela. Para isso, saiu de Donegal, onde mora, na Irlanda, levando um currículo em que constavam pequenas participações em três séries televisivas britânicas (de repercussão local) e em um filme, Morgan, de Luke Scott (filho de Ridley Scott).

Amybeth McNulty em seu primeiro papel, na série Agatha Raisin (Foto: Reprodução)

Quando fez Morgan, a atriz tinha 14 anos e interpretou uma personagem de 10. Em Anne With an E. ela também teve que “rejuvenescer”. Afinal, Anne começa a história com 11 anos de idade — e ela filmou aos 15. Essa capacidade de parecer ter uma idade que não tem pode favorecer a atriz no desenrolar da história.

É que já foi confirmada uma terceira temporada de Anne With an E. e é provável que a série acompanhe o amadurecimento da personagem. Afinal, Anne já apareceu em diferentes idades em adaptações anteriores do livro Anne de Green Gables, de Lucy Maud Montgomery.

Lançado em 1908, o romance teve várias versões para o cinema e para tevê. A primeira em 1919 (!), a mais recente em 2017, com Ellen Ballentine como protagonista. Num telefilme de 2006, Anne of Green Gables: A New Beginning, ela até é retratada adulta, interpretada por Barbara Hershey (Once Upon a Time).

Na vida real, Amybeth McNulty vive como a garota de 17 anos que é. Em postagens nas redes sociais, mostra-se brincalhona e com senso de humor. Mas não revela muito da vida pessoal. O que se sabe é que o trânsito entre Irlanda e Canadá tem a ver com o fato de ser filha de pai irlandês e mãe canadense.

O fato é que quem assiste Anne With an E. se apaixona pela ruivinha órfã instantânemanete, mas reconhece, também de imediato, que aquela encantadora vivacidade é emprestada de sua intérprete. Nas entrevistas que a atriz tem dado para falar de Anne é facil perceber no sorriso e no modo muito claro de se expressar a Anne da ficção.

 

Continue lendo

Perfis

Você consegue reconhecer quem é o ator nesta foto?

Ele está em vários filmes da Netflix e aparece no papel de um transexual numa série que acaba de estrear

Planeta Flix

Publicado

em

Foto: Reprodução Teleprograma.tv

Ele se chamava José María, mas depois virou mulher e passou a se chamar María José. Este é o personagem do ator espanhol Paco León na série mexicana A Casa das Flores, que estreou na Netflix. León aparece irreconhecível, de peruca loura e elegante sobre saltos altos.

José María foi no passado o marido de Paulina (Cecilia Suárez), filha mais velha da família La Mora, e é pai do filho dela, o adolescente Bruno (Luis de la Rosa). Maria José aparece quando a ex-mulher pede sua ajuda, num momento de desespero, com o pai preso e a família sem um centavo no bolso.

Saraiva

Se você não está ligando o nome à pessoa, vale lembrar que Paco Léon pode ser visto, com seus olhos profundamente azuis, em pelo menos quatro filmes disponíveis na Netflix: o suspense 7 Anos e as comédias Toc Toc, Embarazados e Kiki — Os Segredos do Sexo. Esta última dirigida por ele.

É a Netflix, aliás, que tem feito o nome de Paco León ficar conhecido por aqui, embora o ator esteja no ar na televisão espanhola desde 1999, quando fez uma participação na novela Castillos en el Aire. Depois disso, fez muitos filmes para tevê e para o cinema.

O ator em Kiki (alto), Toc Toc (meio), 7 Anos (embaixo) e em Embarazado (foto maior) (Fotos: Divulgação)

León passou pelas telas brasileiras na comédia Dieta Mediterrânea (2009). Mas o grande momento de sua carreira mesmo foi a série Aída, produzida entre 2005 e 2014. O papel de Luisma García lhe rendeu vários prêmios da tevê espanhola enquanto a série esteve no ar.

Paco León também chama a atenção pelo comportamento, digamos, desinibido. Em 2013, por exemplo, ele prometeu postar uma foto nu em seu Twitter se alcançasse 1 milhão de seguidores. Atingiu a meta e cumpriu a promessa.

E agora, quando foi anunciar seu papel em A Casa das Flores, posou para uma foto (e publicou) vestindo somente…. uma peruca loura. Foi bastante criticado. Houve quem considerasse a atitude ofensiva. Um jeito meio brusco dele chegar ao México, onde faz seu primeiro trabalho fora da Espanha.

Continue lendo

Mais lidas

Copyright © 2018 PlanetaFlix - Um mundo inteiro para você curtir a partir do seu sofá. contato@planetaflix.com.br

error: Conteúdo protegido!