Conecte-se conosco

Filmes

5 filmes de Joel e Ethan Coen para ver na Netflix e no Prime

Os quatro trabalhos mais recentes da dupla e Onde os Fracos não Têm Vez estão disponíveis em streaming

Planeta Flix

Publicado

em

Foto: Netflix/Divulgação

submarino.com.brThe Ballad of Buster Scruggs é, sem dúvida, o grande lançamento do ano entre os filmes originais da Netflix.  Escrito e dirigido pelos irmãos Joel e Ethan Coen, o longa disponível desde 9/11 está bem acima da produção de nível corriqueiramente mediano que leva o selo do serviço de streaming.

O projeto, inicialmente, seria uma série, mas os diretores acabaram por resumir a ideia no longa-metragem dividido em seis histórias ambientadas no Velho Oeste. Algumas muito bem-humoradas outras nem tanto, mas todas narradas com um visual deslumbrante e diálogos que só podiam ter sido escritos pelos Coen.

E com a estreia de The Ballad of Buster Scruggs a Netflix mantém no ar uma dose tripla da dupla. Também estão disponíveis no serviço o suspense eletrizante Onde os Fracos Não Têm Vez (2007) e a comédia Ave César! (2016). Quem achar pouco pode mudar pro Prime Vídeo para completar o programa.

Richard Linklater em dose tripla no Prime Vídeo

Lá estão disponíveis outro faroeste  de Joel e Ethan Coen, Bravura Indômita (2010), o drama Inside Llewyn Davis – Balada de um Homem Comum (2013) e também o suspense Onde os Fracos Não Têm Vez. Confira as sinopses dos filmes um a um.

The Ballad of Buster Scruggs (2018)
São seis contos independentes, ambientadas no Velho Oeste, com destaque para as duas primeiras. O filme abre com um inusitado “musical” (que tem o mesmo título do longa) em que Tim Blake Nelson interpreta um carismático rei do gatilho. James Franco (foto lá em cima) protagoniza a segunda, Perto de Algodones, vivendo um fora-da-lei que enfrenta um absurdo sistema judiciário. Na Netflix.

Ave César! (2016)
Os irmãos Coen pecam pelo excesso nesta comédia que não está entre seus melhores trabalhos. São tantos bons atores e bons personagens mal explorados que o filme deixa a desejar. Passa-se nos anos 1950, em Hollywood, onde um ator é sequestrado no meio das filmagens da produção Ave César por uma organização chamada “Futuro”. Com George Clooney e Josh Brolin. Na Netflix.

SaraivaOnde os Fracos Não Têm Vez (2007)
De fato, quem tem nervos fracos deve evitar este suspense eletrizante estrelado por um Javier Bardem possuído. Ele vive um assassino psicótico impiedoso que chega ao Texas, nos anos 1980, para acertar as contas com um caçador (Josh Brolin) que se apossou indevidamente de uma valise de dinheiro. Mas o xerife local (Tommy Lee Jones) dificulta sua tarefa. Na Netflix e no Prime Vídeo.

Inside Llewyn Davis – Balada de um Homem Comum (2013)
Um grande momento dos irmãos Coen este drama musical sobre cantor e compositor que sonha em viver da sua música na Nova York dos anos 1960. O cantor Chris Isaac vive o protagonista numa atuação inspirada. Outro cantor real que atua no filme é Justin Timberlake, também no papel de músico. Carey Mulligan e John Goodman também integram o elenco. No Prime Vídeo.

Os 10 melhores filmes que descobri na Netflix

Bravura Indômita (2010)
Outra brilhante incursão de Joel e Ethan Coen no gênero faroeste. E mais uma vez com Josh Brolin no elenco. Ele é um frio assassino que mata o pai da adolescente Mattie Ross (Hailee Steinfeld). Ela contrata então o xerife beberrão Reuben J. Cogburn (Jeff Bridges) para capturar o bandido, com a condição de que ela dive ir junto com ele. Matt Damon completa o elenco. No Prime Vídeo.

Filmes

Michael Haneke ganha retrospectiva no Mubi

Plataforma exibe oito filmes do diretor austríaco, incluindo Violência Gratuita (foto) e A Fita Branca

Planeta Flix

Publicado

em

Foto: Divulgação

O Mubi programou para este mês uma mostra de filmes do diretor austríaco Michael Haneke, incluindo sua obra de estreia O Sétimo Continente (1989), que narra a história real de uma família austríaca de classe média que cometeu suicídio. Quem tiver interesse, bom correr porque esse só fica disponível por mais cinco dias.

A seleção Foco em Michael Haneke reúne, além de O Sétimo ContinenteO Vídeo de Benny (1992), 71 Fragmentos de uma Cronologia do Acaso (1994), O Castelo (1997), Violência Gratuita (1997) — obra o perturbadora, que o tornou mais conhecido pelas banda de cá –, O Tempo do Lobo (2003), Caché (2005) e A Fita Branca (2009).

Continue lendo

Filmes

O Declínio do Império Americano está no Prime Vídeo

Clássico do cinema canadense, filme de Dennys Arcand teve continuação em As Invasões Bárbaras

Planeta Flix

Publicado

em

O Declínio do Império Americano, de Dennys Arcand, entrou no catálogo do Prime Vídeo. Um fato a ser comemorado por quem gosta de rever grandes obras no streaming. Lançado em 1986, O Declínio… faz uma profunda reflexão sobre a época a partir das conversas de um grupo de amigos sobre seus desejos íntimos, intelectualidade, moral, liberdade sexual, entre outros assuntos.

Outlet até 70% OFF ! Aproveitem

Dennys Arcand, que depois dirigiu filmes igualmente interessantes, como Amor e Restos Humanos (1993) e Jésus de Montréal (1989 ), retomou os personagens de O Declínio do Império Americano em 2003, no filme As Invasões Bárbaras, que se tornou um retrato de uma época tão instigante quanto o filme que o inspirou.

 

Continue lendo

Filmes

Raridade no Prime: Os Moedeiros Falsos, de Benoît Jacquot

Feito para a TV em 2010, filme é uma bela adaptação do livro homônimo, clássico do escritor André Gide

Planeta Flix

Publicado

em

Foto: Divulgação

No catálogo do Prime Vídeo, uma raridade do cinema francês: Os Moedeiros Falsos, de Benoît Jacquot. Trata-se de uma produção para TV realizada em 2010 pelo diretor veterano — de filmes como O Diário de Uma Camareira (2015) e Adeus, Minha Rainha (2012). Torna ainda mais especial o fato de ser uma adaptação do livro clássico de André Gide (1869-1951), lançado em 1925.

Livro é na Saraiva! Todos os livros com +15% de desconto nas compras à vista a partir de R$69,90, Confira! Até 22/9

A ação se passa na Paris dos anos 1920. Numa sinopse bem superficial, é a história do adolescente Bernard (Jules-Angelo Bigarnet) descobre que é fruto de um caso extraconjugal da sua mãe e deixa a família para morar com o amigo Olivier (Maxime Berger). A nova vida o fará descobrir novos afetos, a depressão e a homossexualidade, ao mesmo tempo em que ajuda o tio Edouard (Melvil Poupaud).

Os Moedeiros Falsos, o livro,  tem um enredo emaranhado, sobrepondo a vida real e o processo de criação de um romance, o que desafiaria qualquer cineasta.  Mas Jacquot se sai bem e fez um filme que a crítica do jornal francês Le Figaro, classificou como “bonito, singular e sério”. O que de fato é. Foi feito para a TV, mas cairia muito bem na tela grande.

Continue lendo

Mais lidas

Copyright © 2018 PlanetaFlix - Um mundo inteiro para você curtir a partir do seu sofá. contato@planetaflix.com.br

error: Conteúdo protegido!