Conecte-se conosco

Filmes

Looke lança lista Especial Orgulho LGBTQ com 20 filmes

O holandês Boys (foto) é um dos títulos do pacote, disponíveis com 50% de desconto no aluguel até fim de junho

Planeta Flix

Publicado

em

Foto: Divulgação

Em comemoração ao dia 28 de junho, em que é celebrado o Dia do Orgulho LGBTQ, o Looke lançou a lista Especial Orgulho LGBTQ, com 20 filmes sobre o tema. Nenhum deles está disponível no Vídeo Clube, a seção do Looke de filmes sem custo adicional para assinantes da plataforma. Mas, em compensação, poderão ser alugados por metade do preço até o fim de junho — o preço médio do aluguel de cada filme é de R$ 2,49.

A lista é bem diversas e, o mais interessante é que traz produções de diferentes nacionalidades — Brasil, Estados Unidos, Reino Unido, Argentina, Holanda, França, República Tcheca, Canadá e Austrália). Isso dá uma ampla visão de como a questão homossexual é ou foi tratada em diferentes circunstâncias, lugares e épocas.

Crônicas de San Francisco: volta mais do que justificada
Faca no Coração, de Yann Gonzalez, estreia no MUBI

Confira a lista completa:

De Hollywood
Stonewall – Onde o Orgulho Começou (EUA, 2015, drama, de Roland Emmerich)
Carol (EUA, 2015, drama, de Todd Haynes, com Cate Blanchet e Rooney Mara)
Minhas Mães e Meu Pai (EUA, 2010, drama, de Lisa Cholodenko, com Julianne Moore e Annette Bening)
Amor por Direito (EUA, 2015, drama, de Peter Sollett, com Julianne Moore e Ellen Page)

Brasileiros
45 Dias Sem Você (Brasil, drama, 2019, de Rafael Gomes)
Abrindo o Armário (Brasil, 2018, documentário, de Darío Menezes e Luís Abramo)
Berenice Procura (Brasil, 2017, drama/comédia, de Allan Fiterman, com Cláudia Abreu e Eduardo Moscovis)
Mãe Só Há Uma (Brasil, 2016, drama, de Anna Muylaert, com Naomi Nero e Matheus Nachtergaele)
Divinas Divas (Brasil, 2016, documentário, de Leandra Leal)
Crô em Família (Brasil, 2018, comédia, de Cininha de Paula, com Marcelo Serrado)
Copa 181 (Brasil, 2018, drama, de Dannon Lacerda, com Simone Mazzer)

Americano independente
Como Você É (EUA, 2016, drama, de Miles Joris-Peyrafitte)

Do Reino Unido
Nina (Reino Unido, 2016, drama biográfico, de Cynthia Mort)
Albert Nobbs (Reino Unido, 2011,  drama, de Rodrigo García, com Glenn Close)

Ao redor do mundo
Um Inverno Para Lembrar (Argentina, 2017, drama, de Cecilia Valenzuela Gioia)
Marvin (2017, França, drama, de Anne Fontaine)
Venus (Canadá, 2017, comédia, de Eisha Marajara)
Adolescência Confusa (Austrália, 2016, drama, de Craig Boreham)
Boys (Holanda, 2014, drama, de Mischa Kamp)
Eu, Olga Hepnarová (República Tcheca, 2016, drama biográfico, de Petr Kazda e Tomás Weinreb)

Filmes

Além de Bacurau: três filmes para pensar o Brasil atual

A ficção oferece pistas para o espectador refletir sobre a realidade nestes filmes nacionais disponíveis no Now e outros serviços

Planeta Flix

Publicado

em

Foto: Divulgação

A maioria das pessoas vê filmes para se divertir, mas o cinema é também um eficiente de canal para a reflexão sobre a realidade. A situação política crítica por que passa o Brasil atualmente, por exemplo, aparece espelhada em pelo menos três longas-metragens de ficção nacionais, todos disponíveis para aluguel no Now e em outros serviços de VoD (confira ao fim de cada texto).

Aniversário Saraiva: produtos com até 70% de desconto. Confira! Promoção válida até 15/9

Casa Grande (2014) — foto no alto
O cineasta carioca Fellipe Barbosa (Gabriel e a Montanha) faz um vigoroso retrato das relações de classe no Brasil a partir do drama de uma família burguesa carioca que tenta esconder seus problemas financeiros. Ao mesmo tempo, o filho, superprotegido, começa a descobrir o mundo real quando se envolve com uma garota de classe baixa. O filme levou nada menos que 10 indicações no Grande Prêmio do Cinema Brasileiro de 2015. Com Thales Cavalcanti, Marcello Novaes e Suzana Pires. Também disponível para aluguel no Looke e no YouTube Filmes.

Divino Amor (2019)
Num futuro (cada vez mais possível) o Brasil se tornou uma república evangélica. Uma escrivã de cartório, profundamente religiosa, se empenha em convencer casais a desistirem do divórcio. Mas tudo muda quando ela mesma começa a enfrentar uma crise em seu casamento. É assustadora a distopia criada pelo diretor Gabriel Mascaro (Boi Neon), ainda mais na interpretação visceral de Dira Paes, no papel principal. Também disponível para aluguel no  YouTube Filmes.

Marisa: Semana da Cliente, tudo por até 70% de desconto. Promoção válida até 23/9

O Som ao Redor (2012)
Mais sutil do que em Bacurau, mas não menos incisivo, o diretor Kleber Mendonça Filho se utiliza do clima de suspense para mostrar a situação sufocante de uma classe média cada vez mais oprimida pela violência e, ao mesmo tempo, incapaz de se reinventar e lutar, porque presa a um passado feudo-colonial. Uma situação que, de certa forma, explica o radicalismo de direita que enfrentamos agora. Com Irandhir Santos, Maeve Jinkings e W.J. Solha.

Continue lendo

Filmes

O tocante As Baleias de Agosto está disponível no Oldflix

Longa de 1987 é o canto de cisne do diretor Lindsay Anderson e das magníficas Bette Davis e Lillian Gish

Planeta Flix

Publicado

em

Foto: Reprodução

As Baleias de Agosto, de Lindsay Anderson, é uma das aquisições mais recentes no catálogo do Oldflix. E, antes de mais nada, é preciso dizer: trata-se de um filme imperdível. Lançado em 1987, foi o último trabalho de Anderson (de If..., disponível no Prime Vídeo) e da atriz Lilian Gish e o penúltimo de Bette Davis. Duas grandes atrizes, reunidas no ocaso de suas vidas para uma despedida em grande estilo.

As duas interpretam as irmãs Libby (Davis, aos 79 anos) e Sarah (Gish, aos 94), que vivem juntas numa ampla casa no rochoso litoral do estado do Maine, Estados Unidos, onde costumavam passar o verão desde a infância. Meninas, costumavam esperar as baleias que apareciam a cada mês de agosto. Libby está cega e irmã mais velha precisa cuidar dela.

O site da Livraria da Travessa está com uma seleção de livros de política, história geral e história do Brasil em promoção, até 20/9. Confira.

Isoladas na casa de praia, as irmãs vivem entre recordações da família, dos maridos e dos amigos. Essa paz é cortada pelas insistentes visitas do senhor Maranov (Vincent Price, outro ator veterano no elenco), velho nobre russo fugido da Revolução de 1917. Libby é hostil com o visitante, pois teme ele queira se instalar na casa e aproveitar o pouco de dinheiro que ainda possuem.

Por meio do pacato cotidiano e das muitas lembranças das irmãs, Lindsay Anderson faz uma tocante reflexão sobre a velhice. As Baleias de Agosto foi seu sétimo e último filme — embora tenha vivido até 1994. Lilian encerrou com garbo a carreira iniciada ainda na primeira década do século 20, mas ainda viveu até os 100 anos. Bette morreu dois anos depois, mas chegou a fazer um último filme, A Madrasta, de pouco repercussão.

Continue lendo

Filmes

Filmes do Sri Lanka, Malásia, Panamá, Porto Rico…

Thelma (foto) e outros nove filmes vindos de países fora do eixo habitual de produção, disponíveis no Looke

Planeta Flix

Publicado

em

Foto: Divulgação

Os americanos inventaram o termo world music para classificar qualquer música que não seja falada em inglês. O Looke tem uma pequena mostra de filmes que os compatriotas de Donald Trump poderiam muito bem chamar, então, de world cinema. São filmes de países como Sri Lanka, Malásia e Finlândia, cujas produções cinematográficas a maioria de nós brasileiros nunca viu ou viu uma vez na vida.

Aniversário Saraiva: desconto progressivo em toda a livraria. Compre 2 livros e ganhe 10% de desconto, 3 livros e ganhe 20% de desconto, 4 ou mais livros e ganhe 30% de desconto. Até 6/9

É uma boa chance de viajar sem sair do sofá, descobrir novos mundos, novas histórias e costumes. A maioria dos títulos está disponível para os assinantes do Vídeo Club (assinantes mensais do Looke) e para aluguel, por um preço bem razoável, R$ 4,90 cada um. Confira a lista.

Em um Pequeno Mundo (Sri Lanka, 2012)
A produção é do Sri Lanka, o diretor, Samy Pavel, é egípcio, mas o filme se passa na cidade de Pattaya, na Tailândia. A ação transcorre num período de 72 horas, em que os caminhos de várias pessoas se cruzam.  Turismo sexual,  globalização e tensão entre tradição e novos valores são alguns dos temas da história.

Uma Perigosa Atração (Porto Rico/Estados Unidos, 2012)
Em Nova York, uma porto-riquenha, funcionária de um salão de beleza, acompanha como voyeur a intensa e violenta vida sexual de um casal de vizinhos. Até o dia em que a mulher do casal desaparece e ela se aproxima do marido, passando a ter com ele uma relação igualmente extrema. Direção de Ari Maniel Cruz.

Oferta WOW Smart TV Led 43″ Samsung Ultra HD 4k 43NU7100 com Conversor Digital 3 HDMI 2 USB Wi-Fi HDR Premium Smart Tizen por R$ 1.499. No Submarino, até 5/9.

Uma Casa Para Três (Panamá/Cuba/Colômbia, 2013)
A cubana Kiki Alvarez dirige a produção trinacional. Em Havana, uma mulher retorna da rua para seu apartamento e encontra um casal desconhecido ocupando o lugar. Sem poder expulsá-los, passam a conviver no espaço e se estabelece um elo de tensão sexual entre os três.

Guerra e Ódio (Polônia, 2016)
Drama histórico ambientado em 1939. Numa vila polonesa, ucranianos, judeus e poloneses vivem em paz. Mas a harmonia é quebrada quando começa a Segunda Guerra Mundial. Em meio a isso, se desenvolve um triângulo amoroso entre uma jovem polonesa, um rapaz ucraniano e um homem polonês mais velho. Direção de Wojciech Smarzowski.

Bufalo (Tailândia, 2016)
Com um longo currículo como produtor executivo de filmes B em Hollywood (A Hora do Pesadelo 2, por exemplo), Joel Soisson dirige este longa de aventura sobre garota que, após a morte da mãe, é enviada à zona rural da Tailândia e faz amizade com um camponês, a quem ela incentiva a competir na corrida anual de búfalos.

Um Filho Especial (Malásia, 2016)
A vida de um casal passa por grande transformação quando eles descobrem que o filho é autista e precisam enfrentar a realidade de criar uma criança com deficiência. O drama familiar é o filme de estreia do diretor Tunku Mona Riza e passou por vários festivais, sendo premiado no Malaysian Film Festival e Asian World Film Festival, entre outros.

Thelma (Noruega, 2017)
Desta lista, é provavelmente o mais conhecido por aqui, já que está disponível na Netflix. O diretor Joachim Trier (de Mais Forte que Bombas, também na Netflix) junta drama, suspense e ficção científica na história de uma garota tímida que se muda para Oslo para fazer faculdade e descobre que tem estranhos poderes.

Honra e Liberdade (Nova Zelandia, 2005)
O diretor Vincent Ward é conhecido por filmes como Navigator: Uma Odisseia no Tempo (1988) e Amor Além da Vida (1998). Aqui, ele faz um drama de época. Na década de 1860, durante a colonização britânica em Nova Zelândia, em meio à guerra entre os invasores europeus e os nativos Maori. Kiefer Sutherland está no elenco.

Sobrevivente (Islândia, 2012)
No inverno de 1984, barco pesqueiro naufraga nas proximidades da Islândia e os tripulantes tentam sobreviver nas águas geladas. O diretor Baltasar Kormákur também tem no currículo produções hollywoodianas, como Dose Dupla (2013), com Denzel Washington (disponível na Netflix), Contrabando (2012), com Mark Wahlberg (na Netflix e no Prime) e Vidas à Deriva (2018, no Prime).

Luz do Dia (Holanda, 2013)
Advogada, mãe de um menino com autismo, descobre que tem um irmão, também autista, que está preso por assassinato. Acreditando em sua inocência, ela começa a descobrir um passado perigoso para ela e para seu filho. Um drama de suspense dirigido por Diederik Van Rooijen.

Continue lendo

Mais lidas

Copyright © 2018 PlanetaFlix - Um mundo inteiro para você curtir a partir do seu sofá. contato@planetaflix.com.br

error: Conteúdo protegido!