Conecte-se conosco

Filmes

10 filmes coreanos de ação e suspense para ver na Netflix

Uma amostra de que os diretores do país asiático têm timing para tramas de ação e adoram dar sustos

Planeta Flix

Publicado

em

Foto: Netflix/Divulgação

Impressionante como a Coreia do Sul está bem representada no acervo da Netflix. Quase 30 longas, incluindo o clássico Old Boy, de Chan-wook Park, e mais de 40 séries  dão uma ideia da diversidade da produção audiovisual naquele país asiático.

Os vizinhos do alucinado Kim Jong-un (o líder norte-coreano que andou se encontrando com o americano Donald Trump) têm timing para tramas de ação e adoram dar sustos. Os 10 filmes destacados nesta lista do Planeta Flix são uma boa amostra disso.

Sonhos Lúcidos (2017)
O diretor estreante Kim Joon-sung combina ficção científica e suspense na história, cheia de reviravoltas, de um jornalista investigativo cujo filho é sequestrado. Ttrês anos depois, cansa de esperar pela polícia, decide procurar o garoto com ajuda de um velho detetive e de uma amiga psiquiatra, por meio de sonhos lúcidos.

Rastros de um Sequestro (2017)
O diretor Hang-jun Zhang (também autor do roteiro) parte do velho gancho de alguém que volta para casa, depois de dias desaparecido, sem lembrar de nada. É o caso do irmão mais velho de Jin-Seok, que é sequestrado e reaparece 19 dias depois, incapaz de contar o que aconteceu. Só que o irmão mais novo desconfia que o cara que voltou não é o seu mano, e parte para investigar.

Informática

Invasão Zumbi (2016)
Quem curte Walking Dead vai gostar deste filme de ação frenética, passado num trem em alta velocidade. Durante a viagem, vírus misterioso que transforma pessoas em zumbis e se espalhando de maneira devastadora. Foi o maior sucesso de bilheteria na Coreia do Sul em 2016.

The Chase (2017)
Este é um suspense leve, porque misturado com umas boas doses de humor. A ação se passa numa pequena cidade onde as pessoas começam a desaparecer uma a uma, sem motivo aparente. Especialmente os idosos. Um senhor mal-humorado, que vive ocupado em cobrar seus inquilinos, acaba ajudando um detetive a desvendar o mistério, já que nem a polícia tem pistas.

O Veterano (2015)
Além de ter sido um sucesso de bilheteria, o filme de Seung-wan Ryoo levou vários prêmios no Asian Film Awards e no Blue Dragon (o Oscar sul-coreano). A fita tem mais ação que suspense propriamente dito. É sobre um implacável detetive que investiga um caso onde o principal suspeito é um jovem milionário. O policial faz de tudo, mas o ricaço sempre consegue escapar.

The Silenced (2015)
Não recomendado para os mais sensíveis. Com alta carga de mistério e suspense, este thriller conta a história de uma garota doente que é transferida para um internato para se recuperar. Mas ela percebe que alunas somem de forma misteriosa, ao mesmo tempo em que percebe mudanças estranhas no próprio corpo.

CompraCerta

Reportagem Exclusiva (2015)
O terceiro filme da diretora Deok Noh é uma mistura de suspense, ação e humor. Um jornalista dá um furo de reportagem sobre a história de um serial killer, mas em seguida descobre que obteve informações falsas. Para encobrir o erro, se enreda ainda mais numa mentira atrás da outra.

Office (2015)
Mais suspense. Agora numa trama policial. Um gerente de vendas assassina brutalmente toda a sua família. Na empresa onde ele trabalhava, detetive investiga os colegas do assassino. A solução do caso pode depender de uma estagiária.

Beautiful Sunday (2007)
Um policial recorre a meios ilegais para poder pagar as contas médicas de sua mulher, que está em coma. Um dia, lhe aparece um sujeito confessando que matou a própria mulher e ele percebe que o assassinato tem conexões com o acidente sofrido por sua esposa. No confronto, nenhum é tão mocinho nem tão bandido.

Old Boy (2003)
Old Boy, claro! Quem se interessa por cinema coreano tem que ver este filme de Park Chan-wook, que ganhou até um remake americano, feito por Spike Lee. É baseado em um mangá sobre um cara que fica 15 anos preso em um quarto sem saber o motivo. E quando é liberado busca vingança, ao mesmo tempo que é enredado numa trama de violência. Um clássico.

Filmes

Michael Haneke ganha retrospectiva no Mubi

Plataforma exibe oito filmes do diretor austríaco, incluindo Violência Gratuita (foto) e A Fita Branca

Planeta Flix

Publicado

em

Foto: Divulgação

O Mubi programou para este mês uma mostra de filmes do diretor austríaco Michael Haneke, incluindo sua obra de estreia O Sétimo Continente (1989), que narra a história real de uma família austríaca de classe média que cometeu suicídio. Quem tiver interesse, bom correr porque esse só fica disponível por mais cinco dias.

A seleção Foco em Michael Haneke reúne, além de O Sétimo ContinenteO Vídeo de Benny (1992), 71 Fragmentos de uma Cronologia do Acaso (1994), O Castelo (1997), Violência Gratuita (1997) — obra o perturbadora, que o tornou mais conhecido pelas banda de cá –, O Tempo do Lobo (2003), Caché (2005) e A Fita Branca (2009).

Continue lendo

Filmes

O Declínio do Império Americano está no Prime Vídeo

Clássico do cinema canadense, filme de Dennys Arcand teve continuação em As Invasões Bárbaras

Planeta Flix

Publicado

em

O Declínio do Império Americano, de Dennys Arcand, entrou no catálogo do Prime Vídeo. Um fato a ser comemorado por quem gosta de rever grandes obras no streaming. Lançado em 1986, O Declínio… faz uma profunda reflexão sobre a época a partir das conversas de um grupo de amigos sobre seus desejos íntimos, intelectualidade, moral, liberdade sexual, entre outros assuntos.

Outlet até 70% OFF ! Aproveitem

Dennys Arcand, que depois dirigiu filmes igualmente interessantes, como Amor e Restos Humanos (1993) e Jésus de Montréal (1989 ), retomou os personagens de O Declínio do Império Americano em 2003, no filme As Invasões Bárbaras, que se tornou um retrato de uma época tão instigante quanto o filme que o inspirou.

 

Continue lendo

Filmes

Raridade no Prime: Os Moedeiros Falsos, de Benoît Jacquot

Feito para a TV em 2010, filme é uma bela adaptação do livro homônimo, clássico do escritor André Gide

Planeta Flix

Publicado

em

Foto: Divulgação

No catálogo do Prime Vídeo, uma raridade do cinema francês: Os Moedeiros Falsos, de Benoît Jacquot. Trata-se de uma produção para TV realizada em 2010 pelo diretor veterano — de filmes como O Diário de Uma Camareira (2015) e Adeus, Minha Rainha (2012). Torna ainda mais especial o fato de ser uma adaptação do livro clássico de André Gide (1869-1951), lançado em 1925.

Livro é na Saraiva! Todos os livros com +15% de desconto nas compras à vista a partir de R$69,90, Confira! Até 22/9

A ação se passa na Paris dos anos 1920. Numa sinopse bem superficial, é a história do adolescente Bernard (Jules-Angelo Bigarnet) descobre que é fruto de um caso extraconjugal da sua mãe e deixa a família para morar com o amigo Olivier (Maxime Berger). A nova vida o fará descobrir novos afetos, a depressão e a homossexualidade, ao mesmo tempo em que ajuda o tio Edouard (Melvil Poupaud).

Os Moedeiros Falsos, o livro,  tem um enredo emaranhado, sobrepondo a vida real e o processo de criação de um romance, o que desafiaria qualquer cineasta.  Mas Jacquot se sai bem e fez um filme que a crítica do jornal francês Le Figaro, classificou como “bonito, singular e sério”. O que de fato é. Foi feito para a TV, mas cairia muito bem na tela grande.

Continue lendo

Mais lidas

Copyright © 2018 PlanetaFlix - Um mundo inteiro para você curtir a partir do seu sofá. contato@planetaflix.com.br

error: Conteúdo protegido!