Conecte-se conosco

Filmes

10 filmes coreanos de ação e suspense para ver na Netflix

Uma amostra de que os diretores do país asiático têm timing para tramas de ação e adoram dar sustos

Planeta Flix

Publicado

em

Foto: Netflix/Divulgação

Impressionante como a Coreia do Sul está bem representada no acervo da Netflix. Quase 30 longas, incluindo o clássico Old Boy, de Chan-wook Park, e mais de 40 séries  dão uma ideia da diversidade da produção audiovisual naquele país asiático.

Os vizinhos do alucinado Kim Jong-un (o líder norte-coreano que andou se encontrando com o americano Donald Trump) têm timing para tramas de ação e adoram dar sustos. Os 10 filmes destacados nesta lista do Planeta Flix são uma boa amostra disso.

Sonhos Lúcidos (2017)
O diretor estreante Kim Joon-sung combina ficção científica e suspense na história, cheia de reviravoltas, de um jornalista investigativo cujo filho é sequestrado. Ttrês anos depois, cansa de esperar pela polícia, decide procurar o garoto com ajuda de um velho detetive e de uma amiga psiquiatra, por meio de sonhos lúcidos.

Rastros de um Sequestro (2017)
O diretor Hang-jun Zhang (também autor do roteiro) parte do velho gancho de alguém que volta para casa, depois de dias desaparecido, sem lembrar de nada. É o caso do irmão mais velho de Jin-Seok, que é sequestrado e reaparece 19 dias depois, incapaz de contar o que aconteceu. Só que o irmão mais novo desconfia que o cara que voltou não é o seu mano, e parte para investigar.

Informática

Invasão Zumbi (2016)
Quem curte Walking Dead vai gostar deste filme de ação frenética, passado num trem em alta velocidade. Durante a viagem, vírus misterioso que transforma pessoas em zumbis e se espalhando de maneira devastadora. Foi o maior sucesso de bilheteria na Coreia do Sul em 2016.

The Chase (2017)
Este é um suspense leve, porque misturado com umas boas doses de humor. A ação se passa numa pequena cidade onde as pessoas começam a desaparecer uma a uma, sem motivo aparente. Especialmente os idosos. Um senhor mal-humorado, que vive ocupado em cobrar seus inquilinos, acaba ajudando um detetive a desvendar o mistério, já que nem a polícia tem pistas.

O Veterano (2015)
Além de ter sido um sucesso de bilheteria, o filme de Seung-wan Ryoo levou vários prêmios no Asian Film Awards e no Blue Dragon (o Oscar sul-coreano). A fita tem mais ação que suspense propriamente dito. É sobre um implacável detetive que investiga um caso onde o principal suspeito é um jovem milionário. O policial faz de tudo, mas o ricaço sempre consegue escapar.

The Silenced (2015)
Não recomendado para os mais sensíveis. Com alta carga de mistério e suspense, este thriller conta a história de uma garota doente que é transferida para um internato para se recuperar. Mas ela percebe que alunas somem de forma misteriosa, ao mesmo tempo em que percebe mudanças estranhas no próprio corpo.

CompraCerta

Reportagem Exclusiva (2015)
O terceiro filme da diretora Deok Noh é uma mistura de suspense, ação e humor. Um jornalista dá um furo de reportagem sobre a história de um serial killer, mas em seguida descobre que obteve informações falsas. Para encobrir o erro, se enreda ainda mais numa mentira atrás da outra.

Office (2015)
Mais suspense. Agora numa trama policial. Um gerente de vendas assassina brutalmente toda a sua família. Na empresa onde ele trabalhava, detetive investiga os colegas do assassino. A solução do caso pode depender de uma estagiária.

Beautiful Sunday (2007)
Um policial recorre a meios ilegais para poder pagar as contas médicas de sua mulher, que está em coma. Um dia, lhe aparece um sujeito confessando que matou a própria mulher e ele percebe que o assassinato tem conexões com o acidente sofrido por sua esposa. No confronto, nenhum é tão mocinho nem tão bandido.

Old Boy (2003)
Old Boy, claro! Quem se interessa por cinema coreano tem que ver este filme de Park Chan-wook, que ganhou até um remake americano, feito por Spike Lee. É baseado em um mangá sobre um cara que fica 15 anos preso em um quarto sem saber o motivo. E quando é liberado busca vingança, ao mesmo tempo que é enredado numa trama de violência. Um clássico.

Filmes

10 filmes dos 90 que valem ser revistos no Prime Vídeo

A maioria deles completa 20 anos, mas nenhum perdeu a atualidade ou a capacidade de mexer com nossas emoções

Planeta Flix

Publicado

em

Foto: Divulgação

Rever um filme, às vezes, é como ver um filme novo. Sempre encontramos detalhes que não tínhamos notado. A emoção se renova, quanto mais tempo tiver desde a última vez que o assistimos. Por isso, por mais que novos títulos surjam todo dia, é difícil resistir à tentação de ver de novo aqueles que ficaram na memória. Como os da lista abaixo.

Foram todos lançados no finalzinho da década de 1990 e estão disponíveis no Amazon Prime Vídeo. São filmes que fizeram sucesso, levaram prêmios e, mesmo que tenham provocado opiniões divergentes, tornaram-se referência para o cinema feito na época.

O Show de Truman (1998)
Um vendedor (Jim Carrey) que leva uma vida perfeita descobre um dia que é tudo fake. Ele nasceu e cresceu dentro de um reality show. O diretor Peter Weir antevê toda essa loucura de hoje em dia, em que os limites de ficção e realidade já não são tão claros. Indicado a três Oscar (ator, diretor e roteiro original).

Garota, Interrompida (1999)
Winona Ryder brilha, mas Angelina Jolie é a grande revelação deste drama baseado na experiência real da escritora Susanna Kaysen que, nos anos 1960, passou 18 meses em um hospital psiquiátrico. Angelina, inclusive, levou o Oscar de atriz coadjuvante. Quem dirige é James Mangold (Wolverine: Imortal).

Donnie Brasco (1997)
Johnny Depp era só um jovem e carismático ator quando contracenou com Al Pacino neste filmaço de ação, dirigido por Mike Newell (A Sociedade Literária e a Torta de Casca de Batata, que está na Netflix). Depp é um infiltrado numa gangue de mafiosos que cai nas graças de um criminoso veterano (Al Pacino).

Beleza Americana (1999)
Sam Mendes (007 Contra Spectre) faz uma das mais contundentes críticas ao american way of life neste drama centrado na figura de um pai de família classe média sexualmente frustrado. Kevin Spacey e Annette Bening arrasam. Os dois foram indicados ao Oscar, mas só ele levou. Beleza Americana ganhou também filme, diretor e roteiro.

Assassinos por Natureza (1994)
A idolatria ao mal está em evidência, mas não é novidade. Para expor essa perversão social, Oliver Stone fez um filme não recomendado para quem tem nervos fracos. Woody Harrelson e Juliette Lewis interpretam um casal de serial killers que despertam a paixão da opinião pública. Levou o Prêmio Especial do Júri e o Leão de Ouro em Veneza.

Melhor é Impossível (1997)
O encontro entre uma garçonete mãe solteira, um artista gay e um escritor esquisitíssimo rende um dos melhores filmes de James L. Brooks  (Espanglês). Muito se deve às atuações de Jack Nicholson, Helen Hunt, Greg Kinnear, todos premiados no Oscar (ator, atriz e ator coadjuvante). Levou também a estatueta de melhor filme.

Tudo Sobre Minha Mãe (1999)
Considerado por muitos o ápice da carreira do diretor espanhol Pedro Almodóvar. Cecilia Roth interpreta uma mulher que perde o filho adolescente, atropelado, e resolve ir a Barcelona dar a notícia ao pai do garoto. Daí seu destino se cruza com o de outras fantásticas personagens. Marisa Paredes e Penélope Cruz também estão no elenco.

O Grande Lebowski (1998)
Os irmãos Joel e Ethan Coen dirigem uma espécie de dream team: John Goodman, Julianne More, Steve Buscemi, Philip Seymour Hoffman, John Turturro e Jeff Bridges, que é quem mais brilha, interpretando Jeffrey Lebowski, um sujeito que vive de não fazer nada, na companhia de amigos esquisitos como ele. Até o dia em que seu apartamento é invadido… Urso de Ouro no Festival de Berlim.

Clube da Luta (1999)
Após fazer nome como diretor de videoclipes, David Fincher ganhou de vez um lugar entre os grandes diretores de Hollywood com esta adaptação do romance homônimo de  Chuck Palahniuk, sobre jovem executivo (Edward Norton) que sofre de insônia. Em grupos de auto-ajuda, conhece pessoas que o levam a um mundo cada vez mais estranho.

Fogo Contra Fogo (1995)
Michael Mann (Inimigos Públicos) juntou Al Pacino e Robert De Niro e o colocou em lados opostos (a polícia e o crime) num filme de ação que, se não se tornou antológico, vale ser visto pelo confronto de atuação de dois grandes astros. Pelas beiradas, Val Kilmer dá o seu show — e concorreu ao Oscar de ator coadjuvante, a única indicação do filme.

Continue lendo

Filmes

Netflix estreia o premiado Girl, história de uma bailarina trans

Produção belga levou quatro prêmios no Festival de Cannes e foi finalista ao Globo de Ouro de filme estrangeiro

Planeta Flix

Publicado

em

Foto: Divulgação

Girl, filme belga que estreia na Netflix, traz um tema que nunca deixa de ser polêmico, o transexualismo. Inspirado em uma história real, o longa de estreia do diretor Lukas Dhont conta o drama de Lara, de 15 anos, uma adolescente aspirante a bailarina que, na verdade, nasceu menino e está em plena mudança de gênero.

O processo é doloroso, ainda mais para alguém de personalidade introspectiva como Victor (nome de batismo da personagem). Dhont narra essa transição com distanciamento, mas nunca com frieza, e o tom acertado dado à narrativa é uma das principais qualidades de Girl.

Malwee MalhasO ator também estreante Victor Polster interpreta Lara e impressiona tanto pela atuação quanto pela feminilidade natural, que dispensa maiores acessórios de caracterização. Polster é bailarino de fato. Foi descoberto pelo diretor na escola de dança que frequenta.

Mas não é só por isso que Girl merece atenção. O filme chega ao Brasil direto na Netflix depois de uma bem-sucedida carreira em festivais. A começar pelo de Cannes, onde participou na mostra Um Certo Olhar, de onde saiu com quatro prêmios.

Hotel Artemis, com Jodie Foster, é novidade no Prime
Tom na Fazenda, de Xavier Dolan, está em cartaz no Mubi

Girl levou o prêmio principal (Fipresci, dado ao melhor filme da mostra), além dos de melhor diretor (Câmara de Ouro), melhor ator e a Palma Queer (prêmio independente atribuído ao melhor filme LGBT do festival francês).  Também foi um dos finalistas ao Globo de Ouro de melhor filme estrangeiro, disputou no Goya, o Oscar espanhol, e levou prêmios nos festivais de San Sebastian, Estocolmo e Zurique.

Continue lendo

Filmes

Brie Larson, a Capitã Marvel, em cinco filmes no streaming

Netflix, Prime Vídeo e Looke têm filmes com a atriz, em ascensão desde que levou o Oscar por O Quarto de Jack

Planeta Flix

Publicado

em

Foto: Divulgação

Desde 2016, Brie Larson está em evidência. Naquele ano foi premiada com o Oscar, o Globo de Ouro e o BAFTA — entre outros vários prêmios de melhor atriz — por sua atuação em O Quarto de Jack. Agora, o motivo é a exibição nos cinemas de Capitã Marvel, em que ela aparece como Carol Danvers, ou seja, a própria heroína do título.

Apesar do status de estrela de primeira grandeza adquirido nos últimos anos, Brie Larson vem batalhando desde 1998, quando começou fazendo participações em séries de pouca repercussão por aqui. Daí foram muitos curtas-metragens e filmes para tevê, até finalmente ser notada.

Ata-me no Prime: Almodóvar nunca é demais
Jason Momoa, o Aquaman, em filme alternativo na Netflix

Mesmo assim, a atriz já tem uma filmografia a ser considerada. E alguns dos filmes em que ela aparece estão disponíveis em plataformas como Netflix, Prime Vídeo e Looke. Confira aqui onde assistir a cinco desses filmes em streaming.

O Castelo de Vidro (2017)
Neste drama, baseado em best-seller de Jeannette Walls, Brie interpreta jovem de família pobre, nômade e um tanto desequilibrada. Destin Daniel Cretton dirige. Com Naomi Watts e Woody Harrelson. Disponível no Prime Vídeo.

O Quarto de Jack (2015)
O filme que deu o Oscar de melhor atriz a Brie Larson. Drama pesado sobre mulher que viveu confinada em um quarto, sendo estuprada frequentemente. Ela fica grávida e quando o filho faz cinco anos resolve fugir. Disponível na Netflix.

O Apostador (2014)
A atriz está acompanhada por Mark Wahlberg, Jessica Lange e John Goodman neste thriller sobre professor de literatura viciado em apostas, que começa a correr risco quando se envolve com gângsteres. Disponível na Netflix.

Os Segredos de Tanner Hall (2009)
A história três estudantes de um internato na Nova Inglaterra que enfrentam dificuldades com o início da vida adulta e a chegada de uma nova colega. Brie vive uma delas, as outras são interpretadas por Rooney Mara e Amy Ferguson. Disponível na Netflix e no Prime.

De Pernas Pro Ar (2009)
Nesta comédia, Brie Larson é uma das integrantes da família do personagem de Danny DeVito, um senhor que resolve tomar medidas drásticas para expulsar os filhos preguiçosos de casa e desfrutar de sua aposentadoria. Disponível no Looke.

Continue lendo

Mais lidas

Copyright © 2018 PlanetaFlix - Um mundo inteiro para você curtir a partir do seu sofá. contato@planetaflix.com.br

error: Conteúdo protegido!